Depressão

A acupunctura trabalha no princípio de que o corpo e a mente estão intimamente conectados, o que significa que os desequilíbrios emocionais podem resultar em sintomas físicos e vice-versa. Trata o corpo e a mente como um todo e concentra-se nas necessidades exclusivas de cada paciente. Isso faz com que seja uma escolha ideal para o tratamento de condições complexas, como a depressão.

A acupunctura para a depressão funciona regulando os níveis de certos neurotransmissores, reequilibrando a química do cérebro. Também actua no sistema nervoso central para provocar sensações de relaxamento e bem-estar, ao mesmo tempo em que alivia a dor.

Na medicina tradicional chinesa a depressão normalmente é relacionada com o fígado. O fígado é responsável pelo livre fluxo de energia, sangue e emoções por todo o corpo. Quando o fígado fica sobrecarregado de stresse, emoções fortes ou problemas de estilo de vida e dieta, pode desacelerar ou deixar de fazer circular correctamente a energia, o sangue e as emoções. Essa estagnação pode causar uma variedade de sintomas, como mudanças de humor que variam de raiva e irritabilidade a tristeza e depressão, assim como insónia, falta de apetite, dores de estômago, falta de motivação, dores de cabeça ou perda de energia.

A acupunctura e a medicina chinesa são uma óptima solução para pessoas que vivem com depressão, seja como terapia complementar ou como método único de tratamento.

A acupunctura para a depressão não tem efeitos colaterais e pode, de fato, melhorar a saúde geral do paciente e abordar outros sintomas simultaneamente.
O paciente se sentirá melhor no final do primeiro mês de tratamento. No entanto, é importante continuar o tratamento por um período mais largo.